Programação Cultura Biblioteca Viva – outubro | Prefeitura

Programação presencial: Música, Circo, Contação de Histórias, Literatura, Dias das Crianças (circo e teatro), LGBTQIA+ (teatro), Cultura Popular (música e contação de histórias), Povos Originários (teatro), Culturas Negras (circo), Dia Nacional da Leitura e Dia Nacional do Livro (circo, contação de histórias, intervenção artística, sarau), Dia Nacional do Poeta e da Poesia (contação de histórias, intervenção artística, literatura), Geek (música), e Vozes Periféricas.

Programação Cultura Biblioteca Viva – outubro | Prefeitura

Programação presencial: Música, Circo, Contação de Histórias, Literatura, Dias das Crianças (circo e teatro), LGBTQIA+ (teatro), Cultura Popular (música e contação de histórias), Povos Originários (teatro), Culturas Negras (circo), Dia Nacional da Leitura e Dia Nacional do Livro (circo, contação de histórias, intervenção artística, sarau), Dia Nacional do Poeta e da Poesia (contação de histórias, intervenção artística, literatura), Geek (música), e Vozes Periféricas.

Escritora Débora Ferraz fala de Ogivas, seu livro mais recente – TV Senado | Senado Federal

Em 2014, Débora Ferraz surpreendeu com a força narrativa do romance Enquanto Deus Não Está Olhando, ganhador do Prêmio Sesc de Literatura. Sua chegada ao conto, com a obra Ogivas, mantém o requisito de uma prosa densa e surpreendente. Seus personagens são reais, vivos e tocam pela carga de verdade que carregam. Sua narrativa leva o leitor a um ambiente que se equilibra entre a delicadeza e o abismo. Essas características fazem da escritora uma das melhores vozes da nova literatura.

Tenda Literária reuniu mais de 1,5 mil visitantes em Fabriciano | Portal Diário do Aço | Jornal Diário do Aço

As cores e a diversão da Tenda Literária preencheram a Praça da Estação, em Coronel Fabriciano, com contação de histórias, brincadeiras e um espaço literário para estudantes e famílias, no fim de semana passado

Festa Literária de Santa Maria será em outubro | PublishNews

A FLISM, Festa Literária de Santa Maria, está marcada de 05 a 08 de outubro, em Santa Maria RS, no auditório Cesma, na UFSM. Entre os convidados estão a romancista Ana Miranda, autora de Boca do inferno, Taiasmin Ohnmacht, indicada ao Prêmio São Paulo deste ano, Michel Laub, Pedro Bandeira, Nei Lisboa, entre outros. A primeira mesa da programação, com o tema ‘Musas praguejadoras da literatura’, será no dia 05, às 19h, e terá Ana Miranda conversando com Raquel Trentin. Em seguida, ela autografa suas obras. No dia 06, a FLISM começa às 14h, com a participação de Pedro Bandeira na mesa Literatura para crianças e jovens na construção do futuro. A programação ainda conta com homenagens à Emily Brontë, Carolina Maria de Jesus e James Joyce. Para acessar todo o programa do evento, clique aqui. A FLISM foi criada com o intuito de se celebrar a literatura e as artes, de forma aberta e lúdica, visando a construção de um público leitor com visão crítica da sociedade. Essa é a quinta edição da Festa, que nos anos anteriores aconteceu on-line, por conta da pandemia da covid-19.

Flip inicia mapeamento de coletivos e clubes de leitura | PublishNews

A Festa Literária Internacional de Paraty – Flip (23 a 27/11) anunciou, no último dia 13 de setembro, a programação principal e o destaque da sua 20ª edição, a autora homenageada: Maria Firmina dos Reis. Em uma decisão unanimemente elogiada, a Festa Literária terá a oportunidade de contar mais sobre a história da professora maranhense nascida em 1822 e que lançou, aos 37 anos, Úrsula, considerado o primeiro romance publicado por uma mulher no Brasil e que inaugurou a linhagem da literatura abolicionista, em paralelo a uma produção majoritariamente masculina e branca dos círculos literários brasileiros. Desde a primeira publicação, Firmina apresentou volumosa colaboração literária, divulgando poemas, enigmas, charadas em jornais de São Luís e, posteriormente, em coletâneas. Sua obra, excluída do cânone, tem inspirado coletivos de leitura, professoras e autoras em todo o país, e a própria Flip. Inspirada pelo legado de Maria Firmina, a Festa Literária iniciou uma pesquisa sobre coletivos e clubes de leitura. A primeira etapa da pesquisa é um mapeamento, cujo objetivo é conhecer os diferentes perfis desses grupos e criar um canal direto de comunicação. Os clubes e coletivos de leitura devem preencher um formulário on-line para participar da pesquisa. “Tentamos imaginar a maneira mais ampla possível de alcance para que outros estados e comunidades menores tivessem a oportunidade de ter notícias sobre a pesquisa e assim participar”, explicou Milena Britto, integrante do trio curador da Flip composto ainda por Pedro Maia e Fernanda Bastos. Clique no Leia mais para conferir a íntegra desta nota.