Na Flip, Teresa Cárdenas leva ancestralidade africana a histórias infantojuvenis – Juiz de Fora/MG | Na Flip, Teresa Cárdenas leva ancestralidade africana a histórias infantojuvenis

PARATY, RJ (FOLHAPRESS) – A escritora cubana Teresa Cárdenas, 52, começou a escrever para o público infantojuvenil porque, quando criança, nunca se via retratada nos livros. Nas obras que pegava na biblioteca ou recebia na escola, os pretos só aparec

Continuar leitura em Na Flip, Teresa Cárdenas leva ancestralidade africana a histórias infantojuvenis…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: